.posts recentes

. ...

. É só domingo

. Passear comigo

. Abre e vê

. Hábito ou necessidade

. Lágrimas

. Calor e coração

. ...

. Manhã de nada

. ...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

Terça-feira, 17 de Março de 2009

Para uma Amiga de toda a Vida

Ano de 1952. Exames médicos para obter emprego. Duas jovens desconhecidas aguardavam na sala de espera. Só horas depois descobriram que a entidade empregadora era a mesma. Falaram, riram e combinaram que ali se encontrariam para conhecer os resultados dos exames feitos. Depois foram o trabalho e o convívio por longos anos em relativa harmonia e muita amizade. Cresceram crianças, morreram pais e avós. Tudo foi compartilhado entre risos e lágrimas. Desilusões e dores terriveis que foram confidenciadas e consoladas com palavras cheias de afecto. Enfim, vivemos. Hoje há uma  delas com o coração sangrando, perante a doença e morte de alguém ainda jovem e de outros dois também ameaçados e em sofrimento. Como pode um velho ajudar outro velho, aliviando-lhe a dor dos afectos familiares que o sufocam? Talvez uma prece, talvez um poema, uma lágrima sinceramente solta por todos neste mundo?


publicado por velhoparafuso às 18:32

link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 13 de Março de 2009

Dias de primavera

Ainda é inverno mas a primavera já bate forte para estar presente, com flores e tudo o mais que vamos descobrindo. Na varanda de muitas esperas há um canteiro, onde dois lírios lilases brotaram mesmo sem rega nem sombra. O alecrim está viçoso e os cactos com pontas novas. De alguns, os mais antigos, vou tirar cabeças para colocar na janela da casa nova. Virei a forma de viver. É como começar do fim, um dia, uma folha que se passa de trás para o princípio do livro que se vai lendo. Há estranheza nas horas e nos rostos e nas vozes. Tudo correcto, tudo higiénico. E para não me perder em análises fúteis, que tal acabar aqui "dias de primavera" e saír?


publicado por velhoparafuso às 19:09

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
15
16

18
19
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags

.favorito

. Maratonistas

. o que acontece?

. Ida e volta

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds