.posts recentes

. ...

. Ignorante

. Falar de quê?

. As sombras

. O poder da vontade

. Apenas imaginar

. As festas

. As casas

. Alcobaça

. A circunstância

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

ESTE DIA DE JUNHO

A lembrança é tão presente e o sentimento que ela desperta mantém-se vivo, num misto de alegria, orgulho e Amor, embora as lágrimas se associem a todas estas situações vividas e para as quais não existem palavras que as definam. Os anos passaram e o dia foi tão sofrido e tão belo, tão pleno de Amor , que só a sua recordação me traz de volta a onda de felicidade sentida ao vencer tantos obstáculos que a vida me destinou. Um poder enorme me deu a mão. Sem ela não teriamos, os dois, vencido o sofrimento e realizado um sonho. Por pouco não me vi impotente. Bastava descrer em mim para perder a força e a esperança. Este dia de Junho não tem narrativa e as testemunhas circunstanciais apenas viveram o seu papel humanamente e por isso lhes estou grata. Vai para ti o Amor que ainda alimenta tudo quanto projecto e realizo.


publicado por velhoparafuso às 16:25

link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 4 de Junho de 2009

Sons dos meus silêncios

                                       .........................

                                       que o fim seja breve,

                                       que o olhar te reveja,

                                       que o que quer que seja

                                       deixe a alma leve

                                       e que o coração pare

                                       à beira do pranto

                                       e a mão pese tanto

                                       que apenas acene,

                                       como ser que já sabe

                                       e se reconhece

                                       na noite da Vida

                                       que logo amanhece.


publicado por velhoparafuso às 15:12

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

16
17
18
19
20
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.tags

. todas as tags

.favorito

. Maratonistas

. o que acontece?

. Ida e volta

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds