.posts recentes

. É só domingo

. Passear comigo

. Abre e vê

. Hábito ou necessidade

. Lágrimas

. Calor e coração

. ...

. Manhã de nada

. ...

. Ignorante

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2011

O direito de resposta

Responder a "comentários" com um comentário,  não é uma forma correcta de agradecimento pelo muito que esses comentários contém. Quando os Amigos se expressam,  sempre usam palavras valiosas para o ego e que nos transmitem os estímulos necessários para continuar a expor ideias. Por isso, este "direito de resposta" é apenas um "bem haja" pelo bem recebido. Com alegria se amealham os escritos que vão constituindo este ramalhete de palavras. Nestes minutos em que se escreve e se publica uma presença on-line, sente-se uma ligação ao todo, que apenas é interior e graciosa. Mas que também se agradece.


publicado por velhoparafuso às 17:42

link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2011

As ilusões das certezas

Escrevi por birra, com raiva de mim, e o que resgistei tinha tudo para me deminuir perante uma auto análise diária. Mas a ilusão prevalece e vai adulterando o que quero realizar, nesta tentativa de ser activa e competitiva num mundo que já me ultrapassa e nem me reconhece como gente. Há muito que me escondo e só eu sou responsável por essa fraqueza. Não subi a montanha e o coração gasto só permite ir ali, perto e a descer. É como ser Sancho Pança, atraído pela máscara que à minha frente se move. Subitamente inútil, por hoje.


publicado por velhoparafuso às 18:27

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quinta-feira, 13 de Janeiro de 2011

Nevoeiro de inverno

Cada dia é uma surpresa. Pode ser boa ou não. É um jogo para se jogar solitário, decidindo como jogá-lo. Os parceiros de vida vão intervir no jogo, consoante a sua forma de encarar a surpresa. Por isso o seu resultado nunca irá ser o que cada um pretende, mas terá sempre um cunho pessoal. Neste dia o nevoeiro foi rei, por isso o jogo foi analisar os espaços transformados, aceitando a aparência das árvores e das casas como algo indefinido e longíncuo. Não se anda no nevoeiro, vagueia-se ou melhor, desliza-se. E se tudo faz pensar nestas forças naturais que são o nosso meio e que são imprevisíveis, é também natural que nos interroguemos sobre o seu poder. E aqui está o jogo, sem regras mas com análise e perguntas.


publicado por velhoparafuso às 18:50

link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 5 de Janeiro de 2011

Malmequer de três folhas

Pode contar a Vida com o sim à pergunta que tem em mente e é positivo o resultado. Ou jogar o jogo antigo de mal me quer bem me quer e o fim será sempre o não. É assim o malmequer de três folhas, flor já gasta, de beleza perdida, mas que ainda mantém alternativa como resposta. Saibamos nós escolher a forma benéfica para o resto do caminho, aproveitando a luz do nosso ocaso com saber e alegria.


publicado por velhoparafuso às 11:01

link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 4 de Janeiro de 2011

Como eu passo no tempo

Olá Ano Novo, boa tarde ou boa noite. Que sabes tu da hora em cada volta que rodas? Nossas mentes criativas dão movimento e espaço, dão nomes e símbolos a tudo que inventam e inventam espelhos para se retratarem. Pensam assim incorporarem-se em algo que julgam ter criado. Tudo mentira. Nós somos a mentira, a ilusão. Por isso, livre por saber que o invento não tem contraponto e não pode existir neste mundo feito de relatividade,  posso deambular pelas ideias e tentar espalhar os meus pensamentos loucos. E cumprimentar o Ano, como se o conhecesse...! 


publicado por velhoparafuso às 19:02

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
15
16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags

.favorito

. Maratonistas

. o que acontece?

. Ida e volta

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds