.posts recentes

. ...

. É só domingo

. Passear comigo

. Abre e vê

. Hábito ou necessidade

. Lágrimas

. Calor e coração

. ...

. Manhã de nada

. ...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

Sábado, 16 de Fevereiro de 2013

Virar esquinas

Não escrevo há semanas. O apelo para escrever é frequênte, mas perante afazeres mais necessários, finjo que não entendo. Chego a ter os títulos, alguns até já anotados em pequenos papeis soltos e que se perdem. E os afazeres são todos ridículos e desnecessários, vistos à luz de uma "candeia velha" que apenas altera o volume de cada coisa. Ao deixar entrar a necessidade, esta torna-se real e só por isso é necessária. Quando passamos sem algo, ficamos mais libertos perante nós e o mundo. Compromissos, vagas promessas, objectos, tudo isto carrega a nossa alma e tolhe a liberdade. E o Homem nasceu para ser livre e só se é livre sem bagagem na hora de partir. Apenas a alegria, a esperança e a fé, devem estar presentes em cada coração, porque são asas que ajudam a voar.


publicado por velhoparafuso às 18:09

link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 7 de Fevereiro de 2013

Vazio

O vento é muito frio. É inverno, dia 7 de fevereiro. Gostava de escrever palavras que sustentassem alguma ideia útil e agradável para qualquer leitor. Mas hoje estou vazia e nada surge do "mundo das ideias". Por vezes, começo a escrever e logo me aparece um assunto que pode ser desenvolvido. Agora, apenas uso esta verdade de nada ter em mim que invente algo colorido. Amanhã faço anos. Sinto-lhe o peso. As limitações já são muitas e cada dia haverá mais. Restam-me estes prazeres de "cultura" que vão preenchendo os dias. Até amanhã, se fôr...


publicado por velhoparafuso às 18:05

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
15
16

18
19
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags

.favorito

. Maratonistas

. o que acontece?

. Ida e volta

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds