.posts recentes

. É só domingo

. Passear comigo

. Abre e vê

. Hábito ou necessidade

. Lágrimas

. Calor e coração

. ...

. Manhã de nada

. ...

. Ignorante

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

Quinta-feira, 29 de Maio de 2014

A preto e branco

Não tenho pressa. O meu trabalho perdeu-se nos dedos do tempo e neles foi tudo o que por ele fui obtendo. Muitas alegrias, algum conhecimento e lágrimas também. Hoje é apenas uma neblina que envolve o passado, como se tivesse tido um sonho inconsequente e multifacetado. Espelhos deformantes são as memórias. Por vezes quero orar, mas não sei a quem. Não estou sensível a ladaínhas e o que me acalenta não tem nome nem palavras que O definam. Mas tratamo-nos por Tu e é com Ele que o meu coração pulsa. Posso dizer sem culpa que " nada me garante que Tu existas e sejas o Pai e o Filho que ensinam. Mas, na dúvida, eu digo que para viver, de Ti preciso, como um filho de um Pai e suplico que sejas o Pai deste filho." 


publicado por velhoparafuso às 18:07

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quarta-feira, 21 de Maio de 2014

Hay Kay

Andei na areia da praia, onde os calhaus iam e vinham com o mar.

Corri descalça na caruma quente, aspirando o intenso odor da mata.

Amei longe e perto do meu espaço bipolar.

Depois disto, que mais necessito saber sobre a felecidade?


publicado por velhoparafuso às 17:38

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quinta-feira, 15 de Maio de 2014

Trajetória

Na juventude quiz ser. Inventei.

Perante as regras, desanimei.

O tempo veio no tempo. Lutei.

Hoje, à Porta de Casa, parei.

Ólho o trajeto saudosa.

Sobre as cinzas, uma rosa.

 

Poema sugerido no hospital SFX, em 12 deste Maio, mês dedicado ao coração. Não há para o meu recuperação possivel. O seu alimento é outro e só eu posso senti-lo.


publicado por velhoparafuso às 14:54

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
15
16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags

.favorito

. Maratonistas

. o que acontece?

. Ida e volta

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds