.posts recentes

. O que eu quero de mim?

. Viver e aprender

. Atenta aos sinais

. Saudades de mim

. Um dia diferente

. Intemporal

. A estrada

. ...

. É só domingo

. Passear comigo

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

Quinta-feira, 30 de Junho de 2016

Ultrapassar dificuldades

Embora me sinta estimulada quando atinjo o que procuro,nao deixo de pedir ajuda a quem sabe de informatica. Estou a escrever sem acentos porque as teclas estao trocadas com as de sinais graficoss. E como corrigir, pergunto. O sinal de interrogaçao esta noutro lugar e aqui e tudo confuso. Por hoje chega. Ate.


publicado por velhoparafuso às 14:45

link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 22 de Junho de 2016

Pensar palavras

Durante muitos dias este PC esteve avariado. Foram dias de breves apontamentos em papel e grandes discursos mentais para memorizar. A apetência pela escrita tornava esta uma necessidade básica. Aqui estou tentando recordar ideias que tive como fixas e inesqueciveis. Mas o texto dilui-se e nada me ocorre que valha a pena deixar em análise. Está muito calor, o meu olho esquerdo tem um derrame externo, enquanto o direito tem um interno, que me impede de ver totalmente o ambiente onde estou. Fragilidades que eu reconheço como naturais, adaptando-me à situação sem grandes lamentos. Sempre escrevi algo, de mim para mim. Porque só eu posso ler e entender o que fica falado nas palavras.


publicado por velhoparafuso às 14:36

link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 5 de Junho de 2016

Pensamentos de ontem

Trago comigo os mortos de uma vida. Alguns já não têm nome, outros estão sem rosto, mas todos estiveram lá, nas situações a que memória vibra no tempo e me mantém lúcida. Uma vida carregada de morte física, uma vida carregada de sentimentos ainda vibrantes que dão ao corpo emotivo um peso sem peso. Estou escrevendo para mim e só eu sei o sentimento de alívio que me leva a decifrar tantas vidas numa, na minha. Eu fui personagem na representação comum e outros nos personagens que alteraram o percurso que eu escolhi. Esse percurso chama-se destino. E como somos igualmente responsáveis por nós mesmos, dá que pensar se a nossa personagem foi fiel a si mesma ou não. É aqui que tudo se enleia e confunde. Arrependimentos não são aceitáveis. O nosso conhecimento em cada decisão era único. Não podia ser de outra forma. Perante o erro há correção e depois seguir em frente com a lição aprendida. Etérios todos em mim, como os vivo ainda.


publicado por velhoparafuso às 17:48

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags

.favorito

. Maratonistas

. o que acontece?

. Ida e volta

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds