.posts recentes

. Fala interior

. Poema de ontem

. Deve ser dito que

. Como foste, como serás

. O ano velho

. Hora de inverno

. Dilemas no trabalho

. Testemunho

. Talvez venha a aprender

. A política e a bengala

.arquivos

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

Segunda-feira, 31 de Dezembro de 2018

Os fins e as obras

O fim de cada ano é físico e mensorável. Esta bela nave espacial onde vivemos, passeando no espaço, chegou ao ponto de partida. De novo se vai marcar cada hora, cada minuto de nova viajem, sobre o mesmo eixo e à volta da estrela que nos ilumina e aquece. E todo o mistério persiste para além da ciência, dos sábios e dos poetas. Para além do Tudo e das obras daqueles que inventam o Tempo com que se fabrica a imaginação dos homens. Agora é Marte o desejado. Haverá lugar para tantos sonhos? De onde viemos? Onde estará a Casa que abrigará a essência do nosso Ser? Na Teoria do Tudo a existência é total e inseparável de si mesma. Precisamos de entender isto para continuar.

 


publicado por velhoparafuso às 18:07

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2018

O meu silêncio

Gostar de falar, brincar e rir fazem parte de todos nós. Daí partimos para o estado de repouso que é o silêncio, cheio de mistérios e dos mais variados sons. Aí se constroem os projetos, os sonhos, as desilusões e estas palavras. Nestes silêncios eu me procuro e por vezes me encontro. No reino da ideias ou no Amor do mundo, eu estou presente, de braços abertos para receber tudo que me dado. Agradecendo a amizade e a benção que vem. Apenas vem, no silêncio.


publicado por velhoparafuso às 15:49

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 24 de Dezembro de 2018

Talvez e tudo

Nesta fim de ano que passou rápido, sempre no mesmo lugar e por isso  sem mover o tempo, sinto-me vazia de ideias, sem projetos e portanto sem desejos. A aceitação daquilo que vem é a grande ambição para a sabedoria. Esta é calculada na paz interior que o sujeito pode encontrar.  Não tenho o parecer de outrém sobre o que vou analisando pois tudo em nós é íntimo e sagrado. Talvez eu tenha sido um pretendente a filosofo, por isso gosto de analisar-me e tirar ilações. Acredito que já vivi muitas vidas e por elas respondo perante o espírito que me anima. Assim,  sou juiz e réu simultâneamente. Isto é" tudo e talvez" não seja como eu penso que é.


publicado por velhoparafuso às 11:15

link do post | comentar | favorito

Domingo, 16 de Dezembro de 2018

Viver no faz de conta

Penso em mim como um ser em suspenso. Tudo que tenho é uma ilusão de vida.  Os filhos foram doados, os primos são poucos e já filhos de primos de outros primos que nem conheci. Tudo resumido, tenho alguns amigos, mas poucos, porque os amigos contam-se nos dedos de uma mão. O que me alenta é o que dou, não o que recebo. Desejar fazer os outros felizes e ficar feliz também quando isso é possivel, já é gratificante. Amo a vida e nela está incluída tudo que existe, seja visível ou não. Agradeço cada prazer, embora não sejam muitos. Agradeço cada manhã, cada voz amiga, cada flor no jardim. Ponho de lado as dores, a velhice do corpo e os constangimentos que ela nos traz. Espero apenas. Dentro da minhas certezas, vou incluindo um futuro pacificado que já vislumbrei.


publicado por velhoparafuso às 18:23

link do post | comentar | favorito

Domingo, 2 de Dezembro de 2018

Estado de alma

Completo o que vejo

e não desejo nada.

Talvez palavras

talvez abraços ,

violetas antigas,

frutas e rosas.

O mar no corpo

e o sol, o sol.

Nada me falta,

talvez o tempo,

é tudo vago

mesmo o que vejo

quando só vejo

o que quero ver.

Mágica é a vida,

mesmo sem tempo

para ser vivida.

 

 


publicado por velhoparafuso às 18:33

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags

.favorito

. Maratonistas

. o que acontece?

. Ida e volta

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds