.posts recentes

. Do meu mundo azul

. À sombra do futuro

. À janela

. Tão longe, tão longe...

. Esta quinta-feira...

. Imaginário

. Covid 19

. A saúde

. As dores de cada dia

. Neta de um Brasil profund...

.arquivos

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

Sábado, 28 de Março de 2020

A Terra a convalescer

Doente, perto da exaustão, a Mãe Terra colocou a humanidade em casa para poder recuperar do sofrimento que lhe era imposto. Agora respira. A poluição do ar causada pela aviação, os grandes movimentos de pessoas por todo o mundo, a alimentação exagerada, o luxo e a pobreza frente a frente, as doenças em grande aumento, umas por excessos outras pela falta do essencial, tudo se conjugou para que a natureza desse a sua sábia lição a quem julga que é dono e senhor da Vida e de tudo que a compõe. E nada será de novo como já foi. Daremos mais valor ao que nem tem preço, voltaremos a viver de forma simples, porque os valores serão outros que não ter uma grande casa ou comer em grandes restaurantes, pelo prazer do "Ter" esquecendo o Ser que somos. Respeitar a Vida e Amar e ter esperança que a humanidade entenda os avisos que estão chegando.


publicado por velhoparafuso às 14:22

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 24 de Março de 2020

Nada é por acaso...

Estava escrito, como dizia a minha Avó, quando algo terrivel nos caía em cima. Assim parece ser, pois não nos livramos de viver e sofrer o que a natureza tem destinado para a humanidade. Parecem lições de vida, tendo em conta o egoismo e a indiferença como a Terra era tratada. Por agora estamos quietos. Que o medo é que guarda a vinha.

 


publicado por velhoparafuso às 18:44

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 18 de Março de 2020

O prazer da palavra

Os dias estão bons. Temperaturas amenas, algumas nuvens apenas. Escrever sobre o tempo é como brincar com as palavras. Assunto superficial porque não tenho conhecimentos que garantam o que exponho. O vírus parou o mundo. A humanidade está a resguardar-se, talvez meditando sobre o certo e o errado. Chorando os seus mortos, guardando os seus vivos, ligando-se ao invisivel com esperança de melhor vivência, eis o Homem na Terra que julga sua tanto para viver como para a sugar. E para quê? Para comprar, usar, deitar fora inertes que apenas dão prazer em minutos e logo são lixos sem lugar ou espaço. O vírus talvez seja outra oportunidade para salvar a Nossa Casa.


publicado por velhoparafuso às 15:47

link do post | comentar | favorito

A criança

Eram todos os lugares à mesa.

Os pratos tinham o sabor de Mãe.

Era o verão entrando pela janela,

Era na rua o pregão de álguem.

Era o brincar de quem não sabe como.

Eram as vozes de quem manda quem,

Eramos nós crescendo para tráz ficando,

Era a vida dura para quem não tem.

Era a memória a insistir lembrança,

Sou eu agora a viver criança.

 

 


publicado por velhoparafuso às 15:28

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 17 de Março de 2020

Porquê esta tristeza?

É uma dor suave, é uma voz que chora, é algo que me devora, parecida com saudade. Sinto o medo, a melancolia que transforma o rosto e o olhar. Posso definir o sentimento de tristeza em dor de alma. Não sei como é a alma, mas se vivo nela, ambas sofrem.Dias tristes por todos nós. A Natureza está mais uma vez a corrigir os nossos erros. No silêncio do nosso Ser devemos encontrar a cura para salvar a Terra e muito da  humanidade que estava e está vivendo o seu lado de matéria sem querer pensar que é muito mais e que a Vida é muito maior.


publicado por velhoparafuso às 19:02

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 16 de Março de 2020

O meu tempo, o teu e o nosso

Descrever o meu tempo é dificil por estar a sentir a verdade e a mentira que dele fazem parte. Mas falar do tempo dos outros já parece mais fácil porque a distância ignora as emoções que o tempo nos sugere. Nas atuais circunstâncias, em que as noticias se atropelam, cada pessoa tenta o melhor para proteção de todos, pois é a única forma de proteger o seu mundo. Contamos o tempo mas poucos o ligam aos acontecimentos do passado. Está tudo ligado, desde as novas tecnologias, até às pandemias que cobrem o planeta há muitos séculos. Foi a" pandemia " das guerras declaradas, depois da fartura, da loucura dos egoímos, das multidões alienadas perante sons e gritos nos festivais, o conluio do dinheiro como meta de vida e muitas mais que arrazavam a Terra e quem sabe, outros planetas. Neste meu tempo, leio o tempo como ordem natural e necessária. Os aviões pararam, a humanidade recuou. Tem medo e motivos.


publicado por velhoparafuso às 18:21

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 9 de Março de 2020

Chamo a primavera

Não sei o que dizer em ligação ao título porque este surgiu ao olhar o jardim. O verde da relva e algumas esterlícias, trouxeram o desejo natural de ver mais flores, sentir perfumes e suaves temperaturas. Afinal tudo que procuro para embelezar o que necessito viver. E se escrevo sobre estas coisas simples é para animar a minha alma, para amar mais ainda tudo que me rodeia e deixarei em breve. Este mês de Março foi sempre importante na minha vida. Quando há poucos dias estive em despedida pensei que era mais um dia ligado ao tempo que estava vivendo. Espero sem medo e continuo como sou. 


publicado por velhoparafuso às 15:52

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 4 de Março de 2020

Cinco dias depois...

O encontro comigo é lento. As forças são poucas e a vontade / poder não parece alterar a situação. Não era a hora de partir, enganei-me. Afinal é tudo diferente. O horror da falta de oxigénio foi uma nova aprendisagem. Quando chegou o INEM e me colaram a máscara e pude respirar, abriu-se o céu. Então nasci para completar a missão terrena. Ainda sugeri morrer aqui mas fui logo contrariada. O Hospital me recebeu bem e bem me devolveu a esta vidinha tosca. De novo eu, talvez amanhã.


publicado por velhoparafuso às 17:37

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

13
14
15
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.tags

. todas as tags

.favorito

. Maratonistas

. o que acontece?

. Ida e volta

blogs SAPO

.subscrever feeds