.posts recentes

. Brincar de velho sendo ve...

. Leituras

. Ser inédito

. Amizades

. O estranho dia de Setembr...

. Aos poucos vou indo

. Laços que se constroem

. Emoções e indecisões

. Coração na brasa

. Ouvir o mundo

.arquivos

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

Domingo, 29 de Abril de 2018

Uma onda

É o mar da Nazaré que hoje prendeu a minha ignorância às imagens da net. Um brasileiro surfou a maior onda do mundo e como tal, ganhou um prémio. A onda tinha 28 metros. Não sei como foi medida mas sei como foi olhada: com espanto e com medo. Falo por mim. Revista em video é um assombro. O  volume de água em movimento direito a terra tira-me a respiração. Que loucos os jovens e não só, que ali se divertem. Confiantes nos apoios e na sua sorte, deixam as suas marcas perante as forças insondáveis da Natureza e o espanto dos outros mortais. Há séculos que a Nazaré tem este espetáculo e nem os ali nascidos lhe davam atenção. Não havia surf, nem internet, nem havaianos a visitar Portugal. 


publicado por velhoparafuso às 15:50

link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Kathia Cristiane Guedes Da Silva Hortens a 6 de Maio de 2018 às 15:30
Adorei suas poesias, é fonte de inspiração.


De velhoparafuso a 7 de Maio de 2018 às 18:22
A minha fonte de inspiração são as experiências de 88 anos de vida. Os textos ou poemas são apenas desabafos depois de muita análise. Obrigada pelas palavras.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
18
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.tags

. todas as tags

.favorito

. Maratonistas

. o que acontece?

. Ida e volta

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds